• Mudança

    Novo endereço disponível: transportehumano.cidri.com.br

    Este blog não está sendo mais atualizado. Favor acessar novo endereço.

    Desculpe o transtorno.

Chuva pra que te quero

Alguns dias atrás quando eu estava me preparando para voltar do serviço para casa, começou a cair aquele pé d’água. Corri para bicicleta pra não perder essa chance. Como já era praticamente verão e o clima estava bem quente, em vez de colocar meu kit-chuva, eu apenas troquei a calça por uma bermuda e pedalei de chinelo. Para quem quiser mais algumas dicas, pode dar uma olhada nas Pedalinas.

Como sempre, recebi alguns olhares surpresos e alguns comentários no dia seguinte: “Que azar chover bem na hora da saída.“,”Você não tem medo de ficar doente?“, “Eu posso te dar uma carona da próxima vez.“, “Nossa e as suas coisas não ficam todas molhadas?” e por aí vai. Sempre lembro da tirinha publicada no blog da Bicicletada.

É claro que se estiver marcando 5°C e cair um toró ou se eu já estiver doente ou se eu estiver levando um bebê no sling ou se eu estiver carregando um produto eletrônico ou papel sem poder cobrir adequadamente… é óbvio que eu aceitaria uma carona, provavelmente até chamaria um táxi. Mas em condições normais de temperatura e pressão, tomar um banho de chuva é gostoso, sempre foi.

Eu me lembro muito bem de quando eu era criança. Tudo que era preciso para convencer a maioria dos meus amigos a cair na chuva comigo era um dar um assobio. Hoje eu teria um pouco mais de trabalho do que isso, eu acho.

Durante toda a história da humanidade, a chuva foi considerada um bom presságio e sempre esteve associada à prosperidade e fertilidade. Festas, cerimônias e rituais são executados para festejar sua chegada ou pelo menos para pedir que chegue. Deve ter alguma coisa fora do lugar num mundo em que as pessoas reclamam da chuva e tentam evitá-la sistematicamente.

Agora eu tenho que ir, tá começando a chover.

2 Respostas

  1. Dia destes também saí do trabalho embaixo do maior toró, se não me engano foi no dia que choveu uns 30 mm em meia hora. O pessoal fica te olhando, como se você fosse lunático, mas não me lembro de ter ficado tão feliz como naquela dia. E melhor, a bike ficou limpinha!

  2. Não dá pra explicar né, tem q experimentar. Mas, na verdade, a única coisa que me incomoda um pouco é meter a bicicleta na chuva.

    Eu sempre uso só na cidade, asfalto, entao ela nao chega a ficar suja. Porem com a chuva sempre entra uma terrinha e tira a lubrificação.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: