• Mudança

    Novo endereço disponível: transportehumano.cidri.com.br

    Este blog não está sendo mais atualizado. Favor acessar novo endereço.

    Desculpe o transtorno.

Dia Mundial Sem Carro em Curitiba

Amanhã é o grande dia. Teremos ruas fechadas no centro e várias atividades pela cidade. Veja os detalhes na matéria da gazeta. Disponibilizaremos a linha de ciclotaxi durante todo o dia. E finalizando a celebração com a marcha das 1.000 bicis.

Ruas bloqueadas no dia 22 de setembro

Ruas bloqueadas no dia 22 de setembro

Vamos fazer com que amanhã seja apenas o símbolo do nosso dia a dia daqui para frente. Numa cidade com menos carros e mais pessoas.

Feliz mundo sem carros para todos !!

Anúncios

7 Respostas

  1. PESSOAL, JÁ PEDALO A MAIS DE 20 ANOS E NUNCA VI ALGO COMO VOCÊS, NOS ENCONTROS, NINGUEM VAI DE CAPACETE OU ASSOCESÓRIOS DE SEGURANÇA NOTURNO, VOCÊS PEDEM POR RESPEITO PORÉM, NÃO SE DÃO O RESPEITO NAS RUAS, TRANCANDO CRUZAMENTOS E RECLAMANDO POR DIREITOS QUE EXISTEM MAS SEM ATITUDE REALMENTE ATIVA… É PURA BAGUNÇA E SEM OBJETIVO CLARO, É UM BANDO DE LOUCO PEDALANDO SEM PROPÓSITO E ATRAPALHANDO AO INVÉS DE LUTAR COM DIREITOS E DEVERES LEGAIS.
    SE O ORGANIZADOR, (SE ISSO EXISTIR), FOR AO ENCONTRO DE BIKE NA QUINTA FEIRA Á NOITE NO LARGO ÁS 8H, ENCONTRARÁ PESSOAS ORGANIZADAS, EQUIPADAS E COM PROPÓSITOS SÉRIOS, NÃO UM BANDO DE PIVETE ANDANDO NO MEIO DA RUA SÓ PARA FAZER “ZOEIRA”.
    QUALQUER RECLAMAÇÕES REFERENTE A ESTE RECADINHO… ME ENVIE UM E-MAIL, POIS, AO CONTRARIO DO SEU SITE… EU SOU COMUNICÁVEL.

    A BICICLETADA É REALMENTE UMA VERGONHA PARA NÓS, CICLISTAS…

    • Boa tarde Natalia,

      Desculpe ter levado três horas para publicar o seu comentário. Antes de ir ao ar, eles são avaliados para evitar que conteúdos abusivos (veja nossas regras de comentários) sejam liberados. Como você deve saber, amanhã é o Dia Mundial Sem Carros e os preparativos tem nos tomado algum tempo. Espero que compreenda a demora e novamente peço desculpas.

      Quanto ao uso de capacete, gostaria de tecer algumas considerações. Quando a bicicleta é usada em provas esportivas de velocidade, manobras radicais ou terrenos acidentados, eu concordo que seu uso é indispensável. Entretanto, ciclistas urbanos com velocidade média entre 10 e 15km/h não correm o risco de sofrer lesões sérias na cabeça ao cair da bicicleta. Se um ciclista for atingido por um carro, o capacete não irá salvá-lo.

      E aí entra uma questão importante. Note que o perigo está no carro, não na bicicleta. Utilizar menos o carro é uma medida muito mais eficiente para tornar a cidade mais segura do que obrigar o uso do capacete. A exigência do capacete acaba criando uma imagem onde pedalar é perigoso. O que não é verdade.

      Na verdade, o uso compulsório causa justamente esse efeito. Mesmo em países desenvolvidos, nos locais onde usar o capacete virou lei e passou a ser fiscalizado, houve uma redução substancial no número de ciclistas e um aumento de veículos motorizados. Aumentando também o número de acidentes. Agora imagine no Brasil, onde a maioria esmagadora de usuários de bicicleta tem poder aquisitivo baixo.

      Tenho os links de referências para esses estudos e pretendo em breve escrever um artigo no GTH sobre o assunto.

      Com relação a atitude, muitos de nós não temos mais carro ou pelo menos utilizamos a bicicleta na grande maioria dos nossos deslocamentos na cidade. Acredito que isso configure uma atitude realmente ativa. Além disso, nós do GTH, junto com a Sociedad Peatonal (ONG formada pro engenheiros e urbanistas em defesa do pedestre), o Programa Ciclovida (Programa de extensão da UFPR), Casa da Videira (organização cristã que desenvolve vários trabalhos comunitários) e participantes da Bicicletada (manifestação civil horizontal, ou seja, sem líderes) estamos ao longo dos anos atuando junto às nossas comunidades, locais de trabalho e inclusive poder público para construir uma cidade mais sustentável.

      Se você tiver disponibilidade, por favor, veja, a linha de ciclotaxi que será disponibilizada amanhã, o Programa Transporte Livre, o Desafio Intermodal, o estabelecimento amigo da bicicleta, a participação no PlanMob de Curitiba, nossos contatos com grupos de outros países com a WCN na Europa e Street Films em Nova Iorque, nossa palestra na Câmara Municipal sobre a questão do rodízio, o vídeo Que mundo queremos? entre outras atividades…

      De qualquer forma, obrigado pelo convite em participar do evento que ocorre às quintas. Já tive a oportunidade de ir uma vez. Algo que me chamou atenção é a escolta ostensiva. Alem de bloquear vários cruzamentos durante o passeio, pode passar a imagem que a bicicleta não é auto suficiente nas ruas. Apesar disso, o passeio de quinta a noite é extremamente válido para iniciantes e pretendo levar pessoas iniciando no pedal para participar do passeio.

      Por último, gostaria de pedir que não redigisse suas mensagens usando somente caixa alta. Segundo a netiqueta, isso é compreendido como se você estivesse gritando e pode parecer ofensivo.

      Obrigado pela participação

    • Natalia, fiquei com vergonha por você ao ler teu comentário. Gostaria de saber quais são as suas atitudes efetivas para que o trânsito melhore. Criticar o que está sendo feito é sempre fácil, mas o que importa é o “fazer”. Andar de bicicleta a mais de 20 anos. Isso é um currículo? Pelo visto você faz parte daquela pequena parcela de ciclistas que compra uma bicicleta cara, malhas justas e coloridas sai se achando atleta olímpico.
      Eu não vejo a Bicicletada como um mero passeio ciclístico, como é o caso do nightbiker, trata-se de um PROTESTO.
      Você usou de grande grosseria ao chamar os integrantes do movimento de pivetes, agressão pura, falta de educação.
      Quanto a falta dos EPI’s, isso pode sim trazer danos em caso de acidente, mas ao ciclista, e não a terceiros como é o caso dos automóveis.
      Passe bem !

  2. […] Dia Mundial Sem Carro em CuritibaÚltimo dia do ciclo de palestrasBicicletada no dia mundial sem carroEdital Ciclofaixa da Av. […]

  3. Luis, concordo com td que vc falou, menos sobre a questão do capacete. Acredito que o capacete mesmo em pequenas velocidades, ajuda muito na hora de um acidente. Também é uma forma de os motoristas respeitarem um pouco mais as pessoas que andam de bicicleta, pois parece que a pessoa tem um entendimento sobre segurança e trânsito, e penso que quando os motoristas olham uma pessoa sem capacete, deve pensar que é só mais um “bicicleteiro” atrapalhando o trânsito.

    Bom é isso

  4. Prezada Natalia. O movimento da bicicletada não está cheio de pivetes e pessoas que querem fazer zoeira. Você está enganada e deve repensar sua agressividade. A falta de liderança é uma mensagem de que não precisamos do poder público para nos controlar. Aliás êle toma nosso dinheiro há muito tempo e não nos devolve com ciclofaixas porque não tem coragem de enfrentar a opinião dos motoristas insatisfeitos e agressivos com os ciclistas. Usar capacete é uma opção individual, não uma mensagem anarquista. Continue nas quintas, você vai ser mais feliz lá…

  5. Natália,

    Eu sou um participante da Bicicletada que não concorda com todas as atitudes dos participantes do movimento (bloqueio de ônibus de linha, por exemplo) mas que acha que é preciso reinvindicar o nosso espaço na cidade. Manifestações como a Bicicletada podem não ser a melhor opção, mas eu, pelo menos, não consigo pensar em outra melhor.

    Outra coisa: eu pedalo há “apenas” 8 anos, e tenho notado uma atitude cada vez mais consciente dos motoristas, se não para deixar o carro na garagem, ou no pátio das montadoras (minha escolha preferida) ao menos para se comportar melhor no trânsito.

    Isso inclui admitir que os ciclistas não atrapalham o trânsito nem são, como eu mesmo já escutei, um “bando de vagabundos”.

    Realmente, não consigo acreditar que um movimento como a Bicicletada, com seus “pivetes” e “baderneiros” não tenha nenhuma participação neste uso mais consciente das vias públicas. Que, aliás, são isso mesmo: públicas, bancadas com o dinheiro ganho, com muito trabalho, por gente como os “maloqueiros” da Bicicletada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: