• Mudança

    Novo endereço disponível: transportehumano.cidri.com.br

    Este blog não está sendo mais atualizado. Favor acessar novo endereço.

    Desculpe o transtorno.

Programa Transporte Livre

Ciclistas na CELEPAR

Ciclistas na CELEPAR

Eu trabalho numa empresa que possui mais de 1.000 funcionários espalhados em vários orgãos do governo em Curitiba e alguns outros municípios do Paraná. Contudo, mais da metade trabalha em dois prédios praticamente vizinhos no Centro Cívico bem próximos a uma ciclovia.

A idéia de incentivar o deslocamento de bicicleta para o trabalho surgiu em 2007 ao notar que era crescente o interesse de alguns colegas ao me ver chegando de bicicleta.

O projeto começou a ser efetivamente elaborado quando ingressei na Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) e no grupo De Bem Com aVida. A partir daí, foi possível desenvolver campanhas educativas via intranet, correio eletrônico e murais. Essas medidas estavam inseridas na primeira fase do programa chamada:

Levantamento
Antes de realizar efetivamente alguma medida voltada para ciclomobilidade na empresa e começar a orientar os funcionários, é preciso medir a viabilidade da empresa e dos funcionários por meio de pesquisas, análises e questionários. Além de dados objetivos como distância de casa para o trabalho, custos e meio de transporte utilizado, também foram realizadas entrevistas para ouvir críticas e sugestões.

Elaboração
A partir dos dados coletados, foi possível constatar o apoio da grande maioria dos empregados, traçar o perfil de quem pode usar a bicicleta e desenvolver estratégias mais eficientes para estimular o uso da bicicleta.

Funcionários a favor da bicicleta

Funcionários a favor da bicicleta

Implementação
Além dos funcionários que espontaneamente passaram a adotar a bicicleta, era hora de botar as pessoas para pedalar.

Fizemos um passeio ciclístico do Centro Cívico até Almirante Tamandaré com um grupo de mais de 30 pessoas. O trajeto foi feito 100% de bicicleta e com apoio de bicicletas. Afinal de contas se queremos provar que a bici é um transporte válido temos que fazer valer isso nas ruas.

E para aqueles que estavam indecisos, instituímos o Trajeto acompanhado. Qualquer funcionário que queira vir de bicicleta e precise de companhia ou ajuda para escolher e regular seu veículo pode entrar em contato conosco.

Acompanhamento
Apesar de o estudo apontar o interesse por parte do funcionário em adotar um comportamento mais sustentável em relação à mobilidade e da resposta positiva inicial, não houve incentivos para ampliação do programa.

Mesmo assim, novos funcionários têm passado a utilizar a bicicleta. Em um dos prédios da empresa é possível encontrar diariamente de 12 a 15 bicicletas estacionadas na garagem da empresa.

A importância do programa tem sido reconhecida fora da empresa. No ano passado ele foi aceito na Conferência Internacional de Mobilidade em Portland, EUA. E este ano será apresentado no 17º Congresso Nacional da ANTP a ser realizado no final de setembro aqui em Curitiba.

Deixo aqui um agradecimento especial a Ulrich Jager, consultor da L&J Mobilidade, que prestou um apoio imenso desde o início do projeto.

Anúncios

Uma resposta

  1. […] foram ouvir e tentar adotar algumas das iniciativas e projetos apresentados. Na apresentação do Programa Transporte Livre, por exemplo, tinham representantes de Maringá, Toledo, Sorocaba, Rio de Janeiro, Rio Claro e […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: